Escolha uma Página

Uma das regras do Au pair é que a candidata complete 6 créditos  em alguma instituição de ensino americana.

Essa é uma parte bem bacana do programa, pois você poderá aperfeiçoar o inglês em alguma escola ou ainda fazer um curso de extensão voltado para a área que pretende seguir carreira.

É responsabilidade da família proporcionar uma bolsa auxílio no valor de 500 dólares. Entretanto, esses 500 dólares muitas vezes não são suficientes,  sendo assim, fica por sua conta qualquer despesa extra. A família também deve arcar os gastos de gasolina e estacionamento que terá para estudar.

No Welcome Package você encontrará uma lista de escolas da sua região recomendadas pela sua Coordenadora Local. A lista ajuda bastante, mas não se prenda apenas a ela, procure também por conta com a ajuda da internet e tente falar com au pairs que estão na aérea  a mais tempo, assim você  pode pegar opiniões sobre os cursos. Lembrando que, a coordenadora local também te auxiliará neste processo.

⚠️Importante

1) Se você fizer um curso que cubra os 6 créditos, e o valor do mesmo é inferior a aos 500, a host-family não tem obrigação de lhe proporcionar o restante do dinheiro, mesmo que você queira fazer um outro curso.

2) O curso não precisa ser necessariamente de inglês. Se você estiver mais confiante com o seu inglês poderá fazer cursos de extensão em universidades e estudar em uma sala com alunos americanos.

3) Vale destacar que no programa Au Pair você vai mais trabalhar do que estudar. Em geral os cursos que fazemos ocorrem 1 ou 2 vezes na semana por uns 3-4 meses. A rotina em muitas famílias é puxada e bastante corrida. Além disso, 6 créditos é pouco se formos pensar no período de um ano. No entanto, o grande aprendizado está no dia a dia, ao lidar com tantas situações diferentes.

☕ Minha experiência

Fiz três cursos ao todo:

O primeiro foi High Advanced English na Boston Academy of English, em Boston.
Em 2006 eles ofereciam um pacote especial para Au Pairs. Preparavam um curso com os 6 créditos pelo preço dos US$500,00.
Eu particularmente não gostei do curso. Mesmo fazendo a turma mais avançada, achei ele muito “fraquinho”. Não sei como é hoje. Por isso é bom pegar a opinião de quem já está por lá.

O segundo curso foi o de Communication in Business na Harvard Extension School, em Cambridge.
Esse eu ADOREI. Foi super puxado e valeu bastante a pena. Super recomendo de vocês pegarem um curso de extensão na Harvard se estiverem em Massachusetts. Além de serem bons, você volta com um bom “up” no CV.
Esse acabou saindo do meu bolso, pois a família já havia fornecido os US$500,00 para o curso anterior.
Para fazer o curso você precisa fazer um teste de inglês antes.

O terceiro curso foi o de New Media Marketing na UCLA (University of California, Los Angeles).
Foi um curso de extensão com americanos.
Também recomendo bastante os cursos de extensão nas universidades. Esse da UCLA foi muito bom e o campus é super gostoso.
Não foi necessário fazer teste de inglês.

💡Dicas

Pesquise
Pesquise as escolas e universidades da sua área. Pegue a opinião da sua coordenadora local, host family e au pairs que estão há mais tempo na área. Dê um pulo até lá para que conheça de perto o local, sinta o ambiente  e conheça os cursos oferecidos.

Certificação
Ao término do curso, não esqueça de pegar sua certificação. Para tal, a maioria das universidades disponibilizam o “Transcrip Request” que fica no website da universidade na área do aluno.
Voce pode mandar o pedido online, ou via correio.  Em algumas universidades, não há custo extra, mas em algumas há. (Na UCLA houve uma taxa de 8 dólares, por exemplo)

Auditing classes
Se você quer apenas assistir as aulas, não receber “nota” e pagar menos, uma das opções é “audit class”.  Voce receberá um certificado de presença, mas o mesmo não será creditado – ou seja, você não terá notas.
A diferença de preços é bem notável. Então, dependo do curso, é algo a se considerar.
Pergunte sobre isso quando for visitar alguma universidade.

Aulas de Inglês
Não se esqueça que você pode aperfeiçoar o seu inglês fora da escola também – e de graça! Cheque a programação das bibliotecas locais, community colleges, livrarias e até igrejas. Muitas delas possuem aulas e encontros voltados à estudantes da língua inglesa. Vale a pena conferir!